Retirada da peça “A princesa e a costureira” da programação cultural da Prefeitura de Jundiaí

Petição para: Prefeitura Municipal de Jundiaí

 

Retirada da peça “A princesa e a costureira” da programação cultural da Prefeitura de Jundiaí

05.000
  3.808
 
3.808 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 5.000 assinaturas.

Retirada da peça “A princesa e a costureira” da programação cultural da Prefeitura de Jundiaí

Leia o trecho da notícia publicada no link: https://noticias.gospelprime.com.br/jundiai-promove-conto-de-fadas-gay-p...

"A peça teatral “A princesa e a costureira” conta a história de uma princesa que se apaixona não pelo príncipe, mas pela costureira, e fará parte da programação LGBT que a Prefeitura de Jundiaí realizará a partir de segunda-feira, 11, nos parques da cidade.

A peça faz uma releitura dos contos infantis para questionar os motivos pelos quais “princesas devem casar com príncipes” e meninas devem sempre ficar com meninos."

 

Preocupados com o bem estar das crianças e adolescentes, julgamos absolutamente prejudicial que a Prefeitura abra espaço para uma peça infantil que promove a sexualização precoce. Os contribuintes esperam que a prefeitura se concentre em resolver os problemas da cidade, e não em usar a estrutura pública para promover agendas ideológicas. Esperamos que a peça seja retirada.

 

Link da prefeitura de Jundiaí sobre o lançamento oficial dos eventos ideológicos que irão utilizar os espaços públicos da cidade no mês de setembro: https://www.jundiai.sp.gov.br/noticias/2017/09/08/sexta-no-centro-e-cult... "Diversidade sexual é tema no ‘Sexta no Centro’ e ‘Cultura nos Parques’ Publicada em 08/09/2017 às 14:17 Os eventos “Sexta no Centro” e “Cultura nos Parques” trazem programação temática sobre a diversidade sexual no mês em que ela é comemorada. Com oficinas, apresentações musicais, intervenções artísticas, dança e exposições gratuitas, programação de setembro será concluída com a Parada LGBT no domingo (24). O “Sexta no Centro” deste mês será realizada no dia 15 na Praça Marechal Floriano Peixoto (Praça do Coreto). Além das opções gastronômicas levadas à praça pelos permissionários das feiras e varejões da cidade e do artesanato dos artistas do programa Jundiaí feito à mão, o Coreto recebe a apresentação musical de Ana e Lunny, a partir das 18h, com uma mistura de estilos e flashback de sucessos nacionais e internacionais. Já às 20h começa a apresentação musical do Baile das Gayrotas, com a participação de drag queens e intervalos com de performances de DJ drag e repertório pop e LGBT. “Sexta no Centro” e “Cultura nos Parques” trazem programação temática sobre a diversidade sexual no mês de setembro Já a edição de setembro do Cultura nos Parques será realizada no domingo (17), no Parque da Cidade. Das 10h às 17h, a Praça Pôr do Sol e o palco Arena recebem apresentações das Drag Queens Stefani Gardner, Lindesey Sullyvan e Tati Ostentação e dos DJs Amaral e Tafarello, além da música do cantor Izzo e do Sarau das Minas. O Parque da Cidade fica na Rodovia João Cereser, quilômetro 66, bairro do Pinheirinho. Mais programação Na terça (12) e quinta-feira (14), das 15h às 17h30, o Estação Juventude recebe a oficina fotográfica com Bella Tozini. Quem participar da oficina poderá acompanhar uma aula prática de fotografia durante a Parada LGBT do domingo (24). No sábado (16), o Museu Histórico e Cultural (Solar do Barão) recebe das 15h às 18h workshop do grupo Rolê sobre as nuances da cultura LGBT brasileira, da censura ao esquecimento e outros temas através da música nacional. Não é necessário realizar inscrição. Na segunda-feira (18), às 19h, a Sala Jundiaí do Complexo Fepasa recebe a abertura da 4ª Semana da Diversidade Sexual, com a apresentação de Karol della Lastra, a peça teatral “A princesa e a costureira”, um conto de fadas que trata do tema LGBT entre adolescentes, a dança coreográfica de Aliab Adib, o show Divas e a exposição de pinturas temáticas de Sammy Fortes tomam conta do Complexo Fepasa como programação gratuita. No sexta-feira (22), será realizada uma oficina de Drag, das 19h às 22h, na Sala Jundiaí, com apresentação de Karol della Lastra, com noções de maquiagem e figurino e desfile para dez interessados. No sábado (23), a oficina “Lambe Lambe” do grupo Joanas se apresenta no calçadão da rua Barão de Jundiaí a partir das 9h com a proposta de discutir as questões LGBT. No domingo (24) a 12ª Parada do Orgulho LGBT de Jundiaí e Região encerra a programação do mês da Diversidade nas ruas do Centro e na Praça Rui Barbosa, com apresentações musicais da banda clandestinas, às 12h, e outras bandas, saída da marcha às 14h30 e um show de drags Rainbow, às 18h. A agenda cultural completa da cidade pode ser consultada no Aplicativo Jundiaí, que é uma ferramenta para facilitar o acesso dos cidadãos aos serviços da Prefeitura, e fica disponível para ser baixado pelo site. Assessoria de Imprensa Foto: Arquivo PMJ"

Esta petição foi criada por um cidadão ou uma organização independente de CitizenGO. Por essa razão, CitizenGO não é responsável por seu conteúdo.
+ Letter to:

Assine esta petição agora!

 
Please enter your first name
Please enter your last name
Please enter your email
Please enter your country
Please enter your zip code
CitizenGO protegerá sua privacidade e lhe manterá informado/a sobre esta e outras campanhas.

Petição para Prefeitura Municipal de Jundiaí

Retirada da peça “A princesa e a costureira” da programação cultural da Prefeitura de Jundiaí

Como cidadão, preocupado com o bem estar das crianças e adolescentes, julgo absolutamente prejudicial que a Prefeitura de Jundiaí abra espaço para uma peça infantil que promove a sexualização precoce. Os contribuintes esperam que a prefeitura se concentre em resolver os problemas da cidade, e não em usar a estrutura pública para promover agendas ideológicas. Espero que a peça seja retirada.


 

Atenciosamente,
[Seu nome]

Retirada da peça “A princesa e a costureira” da programação cultural da Prefeitura de Jundiaí

Assine esta petição agora!

05.000
  3.808
 
3.808 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 5.000 assinaturas.