PPV Portugal Pro Vida-CDC

Após dez anos da legalização do aborto em Portugal, os seus defensores insistem em ressalvar apenas os números, fugindo assim do principal aspeto da questão: a eliminação de uma vida inocente no ventre materno.

Em Portugal, vive-se um momento de grave crise, após o "enorme" aumento de impostos e das taxas moderadoras no Serviço Nacional de Saúde, a par de cortes nos subsídios, ordenados, reformas. Agora o Governo pretende lançar uma "Contribuição Especial de Solidariedade", em vez de diminuir despesa pública “não virtuosa" com o “aborto a pedido”.