REJEITE OS COMPROMISSOS DA ICPD + 25

Petição dirigida ao presidente do Quênia

 

REJEITE OS COMPROMISSOS DA ICPD + 25

0200.000
  112.166
 
112.166 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 200.000 assinaturas.

REJEITE OS COMPROMISSOS DA ICPD + 25

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) está em parceria com os governos do Quênia e da Dinamarca para sediar a Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD + 25) em Nairobi, Quênia. Há 25 anos, a CIPD foi realizada no Cairo, onde, pela primeira vez, foi estabelecida a agenda de controle da população através do aborto.

Desde a cúpula do Cairo, o UNFPA tem promovido o controle populacional em todo o mundo e, com ele, o “direito” ao aborto. A cúpula de Nairóbi contará com a presença de milhares de representantes globais que participarão em nome de seus governos. No final da cúpula, os representantes do governo endossarão formalmente os compromissos dos Doze Pontos que já foram preparados, sem nenhuma negociação ou votação.

Os compromissos que serão endossados incluem o seguinte:

   1. Aborto (direitos sexuais de saúde reprodutiva);

   2. Contracepção para jovens (menores de 18 anos);

   3. Sexualização de crianças por meio de educação sexual abrangente;

   4. Direitos de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros (SOGI);

   5. Reconhecimento da pesquisa do instituto Guttmacher, que é um braço da corporação pró-aborto International Planned Parenthood Federation (IPPF).

Esta controversa conferência está sendo realizada em um continente onde a maioria das leis se opõe ao aborto e à doutrinação LGBT.

O UNFPA firmou uma parceria sem sucesso com grupos internacionais a favor do aborto, como a IPPF, Marie Stopes, Rutgers e IPAS para financiar atividades pró-aborto e a promoção da Educação Sexual Abrangente em países como Quênia, Uganda, Gana, Malawi e Nigéria. Essa conferência em Nairóbi será a síntese de seus esforços para impor sua agenda destrutiva na África e no restante do mundo.

ASSINE esta campanha para pedir ao Presidente Uhuru Kenyatta que rejeite os Compromissos que serão adotados na cúpula de Nairobi ICPD + 25 em sua totalidade e em qualquer agenda que seja contrária ao espírito da lei e da cultura do Quênia.

Trata-se de uma batalha que, embora diga respeito principalmente ao Quênia, poderá ter consequência ruins no restante do mundo, pois representará uma significativa vitória parao lobby abortista e lgbtista.

+ Letter to:

Assine esta petição agora!

 
Please enter your first name
Please enter your last name
Please enter your email
Please enter your country
Please enter your zip code
Por favor, escolha uma opção:
Procesamos seus dados pessoais de acordo com nossas Política de privacidade e nossos Termos de uso.Ao assinar você aceita os termos de uso da CitizenGO e sua política de privacidade, e aceita receber mensagens de e-mail sobre nossas campanhas. Você pode cancelar seu cadastro na lista a qualquer momento.

Rejeite todos os compromissos da ICPD+25

Caro Presidente Uhuru Kenyatta,

Como alguém que respeita o direito à vida, da concepção à morte natural, quero manifestar minha preocupação com a próxima cúpula da ICPD + 25 Nairobi e com o seu envolvimento nela. A conferência listou Doze Compromissos que incluem a promoção do aborto, sexualização precoce das crianças, ideologia LGBT e contracepção para crianças e jovens.

A agenda dessa conferência é contrária ao próprio espírito da cultura queniana e da Constituição que foi votada pela maioria dos quenianos. Os compromissos são uma grande ameaça, especialmente para nossas mulheres e crianças. Além disso, o resultado da ICPD+25 afetará outros países.  

Os quenianos têm maiores necessidades, como água potável, estradas, hospitais, escolas, empregos, etc. Nada disso é tratado nos compromissos.

Peço que você rejeite os compromissos na íntegra e proteja e defenda a lei e a cultura do Quênia durante essa controversa conferência.

Atenciosamente,
[Seu nome]

REJEITE OS COMPROMISSOS DA ICPD + 25

Assine esta petição agora!

0200.000
  112.166
 
112.166 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 200.000 assinaturas.