CONTRA A AGENDA RADICAL NA CSW 65

PETITION TO UN CSW 65 MEMBER STATES

 

CONTRA A AGENDA RADICAL NA CSW 65

0500.000
  231.778
 
231.778 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 500.000 assinaturas.

CONTRA A AGENDA RADICAL NA CSW 65

A ONU em Nova York está prestes a convocar a 65ª Comissão Anual sobre o Status da Mulher (CSW) de 15 a 26 de março.

Esta comissão não está correspondendo à sua real responsabilidade de ajudar as mulheres em todo o mundo.

Com base no documento preliminar visto por nossa equipe, podemos afirmar que a 65ª Comissão sobre o Status da Mulher será ainda mais radical. Tem como foco a promoção do aborto, a promoção da agenda LGTB, a defesa do feminismo radical no espaço político, a imposição de uma “educação sexual abrangente” para as crianças e a ideologia de gênero.

No último dia do evento, será votado um documento de recomendações, que a ONU utilizará para pressionar os países membros com sua agenda.

Isso é o que ativistas radicais que trabalham na ONU fizeram no passado: em 2018, quando o Senado argentino votou contra a aprovação da lei do aborto, os "especialistas independentes" das Nações Unidas denunciaram sua rejeição argumentando que o país não cumpriu seu compromisso para promover os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres.

A linguagem usada em alguns parágrafos das recomendações que pretendem aprovar esconde suas verdadeiras intenções:

  • “Garantir o acesso à saúde e direitos sexuais e reprodutivos (SRHR)”, ou seja, leis de aborto e promoção do aborto domiciliar durante a pandemia de Covid-19.
  • “Evitar a violência online contra as mulheres, ser capaz de responsabilizar a mídia e as empresas que operam plataformas de mídia social pela remoção desse conteúdo”, isto é, eliminar o conteúdo pró-vida.
  • “Financiamento direto para organizações de mulheres e movimentos feministas”, isto é, mais dinheiro de nossos impostos para as organizações feministas antifamília radicais.

Assine esta petição AGORA para os líderes do grupo de negociação na CSW, exigindo que eliminem os parágrafos que impõem uma agenda feminista radical e promovem o aborto e a doutrinação da ideologia de gênero.

+ Letter to:

Assine esta petição agora!

 
Please enter your email
Please enter your first name
Please enter your last name
Please enter your country
Please enter your zip code
Por favor, escolha uma opção:

Parem com a promoção do aborto, da ideologia de gênero e da sexualização radical na CSW 65

Preocupo-me com o texto deste ano para a Comissão sobre o Estatuto da Mulher. Mais uma vez, essa comissão não está correspondendo à sua verdadeira responsabilidade de promover o bem-estar correto das mulheres em todo o mundo.

De forma perturbadora, essa comissão está se concentrando em promover o aborto, a agenda LGBT, a ideologia de gênero e até mesmo a destrutiva “educação sexual abrangente” para crianças.

Peço que elimine parágrafos que promovem o aborto, a doutrinação da ideologia de gênero e a agenda feminista radical. Especificamente, refiro-me aos trechos:

Do parágrafo 16:

(bb) Exclua a palavra "saúde", o aborto não é, e nunca pode ser, considerado "saúde".

(x e y) Adicionar movimentos pró-família e pró-vida.

(o) Excluir este parágrafo, porque promove a censura oficial.

Excluir qualquer menção a SRHR, pois isso não faz parte da linguagem acordada da ONU.

Por outro lado, peço que seja acrescentada no parágrafo 12 a frase “garantir o apoio à maternidade”, isso faria parte das políticas orientadas para a família.

[Seu nome]

CONTRA A AGENDA RADICAL NA CSW 65

Assine esta petição agora!

0500.000
  231.778
 
231.778 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 500.000 assinaturas.