VOTO IMPRESSO E AUDITÁVEL JÁ!

petição dirigida ao Presidente do TSE, Luís Roberto Barroso

 

VOTO IMPRESSO E AUDITÁVEL JÁ!

VOTO IMPRESSO E AUDITÁVEL JÁ!

0200.000
  169.518
 
169.518 assinado. Vamos conseguir 200.000!

O Tribunal Superior Eleitoral alegou recentemente que não há tempo hábil para a implementação do voto impresso auditável para as eleições de 2022.

Um grande avanço a ser conquistado na democracia brasileira é, seguramente, uma maior transparência e, como consequência, confiança no processo eleitoral. Leis foram derrubadas, argumentos foram forjados e seguimos patinando na tentativa de aprimorar nossa democracia. 

Precisamos de sua ajuda para exigir, ao presidente do TSE, a execução da PEC 135/19, da deputada Bia Kicis (PSL/DF), para as eleições de 2022. 

Não haverá outra oportunidade de garantir a auditabilidade do voto para a próxima eleição, precisamos de você!




0200.000
  169.518
 
169.518 assinado. Vamos conseguir 200.000!

Complete your signature

Assine esta petição agora!

 
Please enter your email
Please enter your first name
Please enter your last name
Please enter your country
Please enter your zip code
Por favor, escolha uma opção:
Processamos a sua informação de acordo com a nossa política de Termos e Privacidade

Presidente do TSE, voto impresso em 2022!

Senhor Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, o Brasil tornou-se refém da “juristocracia” do TSE em questões eleitorais. Em pleitos eletrônicos é lógica a imposição de que o eleitor, ainda dentro da cabine de votação, possa ver e conferir o conteúdo de documento durável, imutável e inalterável que registre seu voto,

Nós, cidadãos brasileiros, temos visto ao longo do tempo, diversas tentativas de tornar o processo eleitoral mais transparente se frustrarem pelos mais diversos motivos. 

Por isso, exigimos a execução da PEC 135/19, da deputada Bia Kicis (PSL/DF), para o pleito de 2022!


[Seu nome]

Presidente do TSE, voto impresso em 2022!

Senhor Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, o Brasil tornou-se refém da “juristocracia” do TSE em questões eleitorais. Em pleitos eletrônicos é lógica a imposição de que o eleitor, ainda dentro da cabine de votação, possa ver e conferir o conteúdo de documento durável, imutável e inalterável que registre seu voto,

Nós, cidadãos brasileiros, temos visto ao longo do tempo, diversas tentativas de tornar o processo eleitoral mais transparente se frustrarem pelos mais diversos motivos. 

Por isso, exigimos a execução da PEC 135/19, da deputada Bia Kicis (PSL/DF), para o pleito de 2022!


[Seu nome]