Promova uma campanha de oração, por um ano, pelo fim da perseguição aos cristãos ao redor do mundo

Petição dirigida a: Santo Padre

 

Promova uma campanha de oração, por um ano, pelo fim da perseguição aos cristãos ao redor do mundo

0100
  45
 
45 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 100 assinaturas.

Promova uma campanha de oração, por um ano, pelo fim da perseguição aos cristãos ao redor do mundo

Esta petição está sendo assinada por católicos, por cristãos de diferentes denominações, e, dentro de uma perspectiva cósmica, por todas as pessoas de boa vontade, sejam pessoas de outras religiões, ou pessoas sem religião. Os signatários desta petição tem uma preocupação: ver um fim à perseguição aos cristãos, que se encontra em andamento, pelo simples fato deles serem cristãos. Os signatários desta petição entendem que a perseguição aos cristãos não é apenas um problema cristão, mas também um problema relacionado à quebra dos Direitos Humanos.

O mundo hoje testemunha a maior perseguição ao cristãos jamais ocorrida, na verdade, a maior perseguição a um grupo na história. Os cristãos estão sendo perseguidos por causa da sua crença religiosa em uma intensidade tão grande, como nunca vista, e dentro de uma distribuição geográfica nunca vista antes. Apenas na última década, em media, 11 cristãos foram mortos a cada hora, ao redor do mundo, por causa da sua crença, de acordo com o Center for the Study of Global Christianity.

A perseguição aos cristãos acontece de diversos modos. Ela inclui, assassinatos, sequestros, estupros, conversão forçada, roubo ou destruição de propriedades pertencentes a cristãos, expulsão de cristãos da sua terra natal, e destruição de igrejas, mosteiros, escolas, jardins-de-infância e casa para idosos. O que acontece pode ser classificado como genocídio: a exterminação deliberada e sistemática de um grupo nacional, racial, politico, cultural ou religioso.

Por exemplo, nas Filipinas, 60 mil cristãos foram explusos de suas casas e se tornaram refugiados em seu próprio país. Na indonésia, igrejas são fechadas por pregarem o evangelho. No Paquistão, cristãos que dizem que Jesus é Deus são presos sob a infame Lei da Blasfêmia deste país. No Irã, beber vinho sacramental ou simplesmente se tornar cristão é suficiente para ser preso. No Iraque, embora os cristãos sejam apenas 2 por cento da população, eles constituem 40 por cento dos 1.6 milhões dos iraquianos em busca de asilo no exterior; e, muitos daqueles que permanecem no país são deslocados internamente, bem como alvo sistemático. Na Síria, o genocídio dos cristãos continua e a antiga comunidade síria tem motivos para acreditar que ela se confronta com uma ameaça à sua própria existência. No Egito, os cristãos coptas, que já viviam sob pressão durante o governo de Mubarak, viram um aumento na perseguição perpertuada pela Irmandade Muçulmana. Em Gaza, a situação tornou-se mais grave sob a administração do Hamas. Na Líbia, desde a queda de Gaddafi, o número de ataques contra cristãos aumentou. Na República Centro Africana, cristãos estão sendo abatidos como galinhas. Na Nigéria, o grupo Boko Haram está levando à cabo a sua promessa de exterminar os infiéis. No Sudão, ameaças, violência e destruição de igrejas ocorrem numa tentatica de expulsar os cristãos que ainda vivem lá. Na Etiópia, milhares de cristãos estão desalojados depois que extremistas muçulmanos queimaram igrejas e casas. Na Somália, se você for cristão, você morre. No Mali, terrorismo islâmico está expulsando os cristãos. Na Costa do Marfim, milhares de cristãos estão sem onde morar com a renovação do terror. Na Bósnia, cristãos fogem devido a discriminação e islamização. Em Kosovo, cristãos continuam sendo expulsos enquanto que igrejas e mosteiros são destruídos. Na Coréia do Norte, cristãos sofrem as mais horrendas atrocidades.

Os exemplos apresentados aqui são apenas para ilustração; eles são a ponta de um monstruoso iceberg. Mais informação sobre o que está acontecendo pode ser encontrada na mídia não-convencional, já que a grande imprensa está esmagadoramente em silêncio frente a este genocídio. Porque? Uma das razões é que a narrativa dominante diz que “os cristãos são os opressores.” Fatos que contradizem a narrativa são escondidos de modo a defender a narrativa.

A negação dos líderes do Ocidente nem o silêncio da grande imprensa irão fazer parar o sofrimento dos cristãos. Está na hora dos cristãos pedirem a Deus por um milagre. Está na hora de rezar.

Os signatários desta petição clamam ao Santo Padre, Papa Francisco, que exorte a Igreja e os seus fiéis, a participarem de uma campanha oração pelo período de um ano, visando o fim da perseguição. Isso pode ser feito, por exemplo, dentro da cada missa dominical.

Mais informação sobre a perseguição dos cristãos ao redor do mundo pode ser encontrada, por exemplo, em raymondibrahim.com e em persecution.org (incluindo-se aí um mapa da perseguição).

Esta petição foi criada por um cidadão ou uma organização independente de CitizenGO. Por essa razão, CitizenGO não é responsável por seu conteúdo.
+ Letter to:

Assine esta petição agora!

 
Please enter your first name
Please enter your last name
Please enter your email
Please enter your country
Please enter your zip code
Por favor, escolha uma opção:
Procesamos seus dados pessoais de acordo com nossas Política de privacidade e nossos Termos de uso.Ao assinar você aceita os termos de uso da CitizenGO e sua política de privacidade, e aceita receber mensagens de e-mail sobre nossas campanhas. Você pode cancelar seu cadastro na lista a qualquer momento.

Petição dirigida a: Santo Padre

O mundo testemunha, com uma indiferença total, a maior perseguição de cristãos na História. Alguns estimam que cerca de 200 milhões de cristãos estão sob algum tipo de perseguição. Pior do que o silêncio da imprensa e dos governos é o silêncio da Igreja. Muito embora a Sua Santidade tenha se expressado com respeito à situação, a maioria dos cristãos ainda se encontram desinformados do que está acontecendo. Qual a melhor atitude que os cristãos podem tomar frente a uma situação como esta? Eles podem rezar.

 

Santo Padre: exorte a Igreja a rezar, por um ano inteiro, pelo menos nas missas dominicais, pelo fim da perseguição, pedindo a Deus que ajude aqueles sob perseguição a manterem a fé e pela proteção deles, e para que os líderes mundiais tenham a coragem de falar e agir contra a perseguição. 

Atenciosamente,
[Seu nome]

Promova uma campanha de oração, por um ano, pelo fim da perseguição aos cristãos ao redor do mundo

Assine esta petição agora!

0100
  45
 
45 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 100 assinaturas.