Vamos defender a liberdade de expressão na Europa

Dirigido ao Primeiro Ministro e à Ministra da Justiça

 

Vamos defender a liberdade de expressão na Europa

vitoria!

Vamos defender a liberdade de expressão na Europa

0200.000
  149.071
 
149.071 assinado. Vamos conseguir 200.000!

A liberdade de expressão na Europa está em grande perigo!.

A 9 de Dezembro de 2021, a Comissão Europeia propôs alargar a lista de crimes da UE ao discurso do ódio e aos crimes de ódio.

Se esta proposta for aceite, a sua voz pró-vida e pró-família será encerrada em toda a UE, incluindo em Portugal. Lamento, mas devo adverti-lo sobre o perigo que se aproxima: o seu direito à liberdade de expressão será violado por entidades públicas e privadas.

É uma táctica da esquerda radical para censurar qualquer dissidência à sua agenda em todo o mundo. Ao alterar a definição do significado de liberdade de expressão, eles vão dar um golpe na nossa liberdade de defender as nossas opiniões e crenças... Estamos perto de ser desligados da corrente!

Os debates ainda estão em curso, mas a votação está inexoravelmente a chegar. A próxima reunião do Conselho Justiça e Assuntos Internos será no Luxemburgo, de 9 a 10 de Junho de 2022. Tencionamos persuadir alguns delegados dos Estados-Membros da UE a votarem contra as novas leis do discurso do ódio e fazê-los descarrilar... Mas eu preciso da vossa ajuda AGORA!

Se a liberdade de expressão for suprimida, o sistema de governo transforma-se numa tirania totalitária.

Vemos cada vez mais como as leis do discurso do ódio podem ser mal utilizadas para perseguir pessoas de opiniões diferentes. A administração Biden nos EUA anunciou a sua intenção de criar um Conselho de Governação da Desinformação (DGB) para rotular como desinformação a informação que não lhe agrada. A procuradora finlandesa pró-género perseguiu a política cristã Päivi Räsänen pelas suas opiniões bíblicas sobre casamento, família, e sexualidade.

Temos de o parar antes de ser tarde demais!

As novas leis do discurso do ódio propostas pela Comissão a serem acrescentadas ao artigo 83(1) do Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia (TFUE) são de formulação muito vaga e podem ser utilizadas arbitrariamente por alguns grupos poderosos, por exemplo, políticos, juízes e ativistas pró-aborto e pró-género.

Outro problema é que não temos uma definição clara do que são discursos de ódio e crimes de ódio. 

A esquerda radical quer ter mãos livres para o fechar e censurar as vozes pró-vida e pró-família!

Estamos a mobilizar milhares de cidadãos em todo o mundo para evitar que a esquerda radical na UE o converta num criminoso... Mas temos de agir rapidamente para convencer os delegados, uma vez que a sessão de votação está prevista para 9-10 de Junho.

A situação é difícil, mas temos esperança.

Para a introdução das novas leis do discurso do ódio, os delegados do Conselho "Justiça e Assuntos Internos" no Luxemburgo devem votar por unanimidade.

Isto significa que se conseguirmos persuadir alguns delegados dos Estados-Membros da UE a votar contra as novas leis do discurso do ódio, poderemos ganhar e defender a nossa liberdade de expressão.

Contudo, se falharmos, pode acontecer muito fácil e rapidamente que enfrentemos julgamentos judiciais pelas nossas opiniões pró-vida, pró-família e pró-cristãos apresentadas em público. Assim, a Europa livre estará acabada.

Espero que isto não seja o que nós e vós queremos. Vamos agir AGORA para o evitar.

Por conseguinte, precisamos de falar e defender a liberdade de expressão antes de ser tarde demais!

Por favor, assine a nossa petição e defenda a liberdade de expressão na Europa!

Mais informações:

Bruxelas quer que os discursos de ódio sejam considerados crime, 09 de Dezembro de 2021 

https://expresso.pt/sociedade/2021-12-09-Bruxelas-quer-que-os-discursos-de-odio-sejam-considerados-crime-47005612

Bruxelas quer alargar lista de crimes da UE a discurso e delitos de ódio, 09 de Dezembro de 2021

https://www.noticiasaominuto.com/mundo/1889109/bruxelas-quer-alargar-lista-de-crimes-da-ue-a-discurso-e-delitos-de-dio

Rada pre spravodlivosť a vnútorné veci, 3. – 4. marca 2022
https://www.consilium.europa.eu/sk/meetings/jha/2022/03/03-04/

Extending EU crimes to hate speech and hate crime
https://ec.europa.eu/info/policies/justice-and-fundamental-rights/combatting-discrimination/racism-and-xenophobia/extending-eu-crimes-hate-speech-and-hate-crime_en#documents

We must protect free speech—Enough is enough!
https://europeanconservative.com/articles/commentary/enough-is-enough/

 
0200.000
  149.071
 
149.071 assinado. Vamos conseguir 200.000!

Complete your signature

Assine esta petição agora!

 
Please enter your email
Please enter your first name
Please enter your last name
Please enter your country
Please enter your zip code
Por favor, escolha uma opção:
Processamos a sua informação de acordo com a nossa política de Termos e Privacidade

Voto pela liberdade de expressão

Honorável Primeiro-Ministro, António Costa

Honorável Ministra da Justiça, Catarina Sarmento e Castro,

Honoráveis delegados do Conselho de Justiça e Assuntos Internos

A 9 de Dezembro de 2021, a Comissão Europeia propôs alargar a lista de crimes da UE ao discurso do ódio e aos crimes de ódio ao artigo 83(1) do Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia (TFUE).

A proposta da Comissão Europeia é contra o Artigo 19 da Declaração Universal dos Direitos do Homem (DUDH), o Artigo 10 da Convenção Europeia dos Direitos do Homem e o Artigo 11 da Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia.

Além disso, o discurso do ódio e os crimes de ódio não são conceitos suficientemente claros e podem ser facilmente mal utilizados. De facto, a Comissão Europeia não deu uma definição do que procura criminalizar como discurso de ódio e, por essa razão, a harmonização da UE na área do discurso de ódio não é possível.

Por conseguinte, pedimos-lhe que se levante pela liberdade de expressão e vote contra o alargamento da lista de crimes da UE ao discurso do ódio e aos crimes de ódio.

Atenciosamente,

Joana Belo
[Seu nome]

Voto pela liberdade de expressão

Honorável Primeiro-Ministro, António Costa

Honorável Ministra da Justiça, Catarina Sarmento e Castro,

Honoráveis delegados do Conselho de Justiça e Assuntos Internos

A 9 de Dezembro de 2021, a Comissão Europeia propôs alargar a lista de crimes da UE ao discurso do ódio e aos crimes de ódio ao artigo 83(1) do Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia (TFUE).

A proposta da Comissão Europeia é contra o Artigo 19 da Declaração Universal dos Direitos do Homem (DUDH), o Artigo 10 da Convenção Europeia dos Direitos do Homem e o Artigo 11 da Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia.

Além disso, o discurso do ódio e os crimes de ódio não são conceitos suficientemente claros e podem ser facilmente mal utilizados. De facto, a Comissão Europeia não deu uma definição do que procura criminalizar como discurso de ódio e, por essa razão, a harmonização da UE na área do discurso de ódio não é possível.

Por conseguinte, pedimos-lhe que se levante pela liberdade de expressão e vote contra o alargamento da lista de crimes da UE ao discurso do ódio e aos crimes de ódio.

Atenciosamente,

Joana Belo
[Seu nome]