#AutogolpeMaduro

Petição dirigida ao secretário geral da OEA

 

#AutogolpeMaduro

0100.000
  52.793
 
52.793 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 100.000 assinaturas.

#AutogolpeMaduro

ÚLTIMA HORA (16 de maio) VIDEO. El secretario general de la OEA reclama elecciones democráticas en Venezuela

ÚLTIMA HORA (15 de maio) La UE condena la represión y advierte que "elevará el tono" si la sitación no mejora"

A decisão do governo Maduro de convocar uma constituinte "popular" despertou a resposta da oposição e da comunidade internacional. A oposição democrática rechaça a decisão de Maduro por unanimidade. Nem mesmo os deputados oficialistas a apoiam. 

Estas foram algumas das reações:

  • Henrique Capriles, líder da oposição: “Que todos ignorem essa loucura.
  • Julio Borges, presidente da Assembleia Nacional: “O governo quer consolidar o golpe (…) Trata-se da aniquilação da democracia.”
  • Freddy Guevara, primeiro vice-presidente da Assembleia Nacional: “É um esquema fraudulento no qual o povo não decide o que é o Estado, mas o Estado decide quem é o povo.”
  • Henri Falcón, governador de Lara: “A proposta é fraudulenta e inconstitucional”
  • Luis Almagro, secretário geral da OEA: “É inconstitucional, errada e fraudulenta. Os direitos dos povos devem ser restituídos; o continente pede o restabelecimento da democracia”
  • Secretário adjunto do Hemisfério Ocidental (Secretároa de Estado dos EUA), Michael Fitzpatrick: “Quer privilégios e proteção para ele e seus sequazes.”

Enquanto isso, o governo afirma que o constituinte "não exclui ninguém" e soma mais 4 países ao "diálogo": El Salvador, Nicaragua, República Dominicana e San Vicente y las Granadinas. 

A repressão e a violação aos direitos humanos passou dos limites há muito tempo. 

Escreva ao secretário geral da OEA, Luis Almagro, para pedir que aplique a carta democrática. 

+ Letter to:

Assine esta petição agora!

 
Please enter your first name
Please enter your last name
Please enter your email
Please enter your country
Please enter your zip code

Carta democrática para a OEA

Ao sr. Luis Almagro, secretário-geral da OEA

C/c Delegados da OEA

Como já sabe, a situação da Venezuela é insustentável. Durante o mês de abril, 29 pessoas foram assassinadas pelo governo. 

A convocatória de uma constituinte a sua imagem e semelhança mostra claramente que Maduro não quer diálogo algum. Trata-se de uma manobra fraudulenta e inconstitucional, além de de ser uma medida para consolidar o atropelo antidemocrático. 

Ampliar o espaço de diálogo a 4 países que têm afinidade ideológica com a Venezuela é "compra" de tempo. 

O fato de a Venezuela ter pedido para sair da OEA não impede que o sr. convoque a Carta Democrática. 

A violação dos direitos humanos já é clamorosa e a comunidade internacional não pode continuar ignorando o que está acontecendo na Venezuela. 

Atenciosamente,
[Seu nome]

#AutogolpeMaduro

Assine esta petição agora!

0100.000
  52.793
 
52.793 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 100.000 assinaturas.