GOVERNO NORUEGUÊS PERSEGUE FAMÍLIA CRISTÃ

Mais um caso gravíssimo de intromissão do Estado na vida familiar

 

GOVERNO NORUEGUÊS PERSEGUE FAMÍLIA CRISTÃ

050.000
  33.806
 
33.806 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 50.000 assinaturas.

GOVERNO NORUEGUÊS PERSEGUE FAMÍLIA CRISTÃ

São angustiantes as reportagens recentes sobre o tratamento da família Bodnariu pelo Serviço de Bem-Estar da Criança da Noruega.

De acordo com várias reportagens, o Serviço de Bem-Estar da Criança da Noruega, o Barnevernet, tirou os cinco filhos (incluindo um bebé de colo) dos pais, alegando “radicalização e doutrinação cristã”. O órgão do governo também alegou contra os pais o uso da disciplina por meio das palmadas, que são proibidas na Noruega.

Quando o aparato do Estado começou sua ação contra a família Bodnariu, os agentes de serviço social primeiro tiraram do casal as duas famílias, depois os dois filhos e, finalmente, o bebê. Todas as crianças, com excepção do bebê, foram tiradas pelo Estado sem o conhecimento dos pais, e depois foram levadas a uma localização desconhecida.

Durante semanas, os pais Ruth e Marius não puderam entrar em contato com os filhos. Em vez disso, disseram-lhes que os filhos haviam sido alocados em casas de outras famílias e que eles “não sentiam falta dos pais”.

Mesmo depois de os pais terem sido detidos e interrogados por muitas horas pelas autoridades, acabaram sendo libertados. Nenhuma documentação sobre abuso ou qualquer coisa semelhante jamais foi levantada contra o casal Bodnariu.

Ora, ainda que sejam verdadeiras as alegações do uso de palmadas, a própria página de internet do Serviço de Bem-Estar da Criança da Noruega afirma o seguinte: “O primeiro dever dos Serviços de Bem-Estar da Criança é fornecer ajuda e suporte aos pais, para que eles possam cuidar bem dos seus filhos (...) Se tais medidas e iniciativas não conseguem produzir o resultado desejado, ou se os problemas enfrentados pelos pais são, por quaisquer razões, intransponíveis, uma alternativa pode ser realocar a(s) criança(s) fora do lar por um período mais breve ou mais longo”.

Parece que, neste caso, o “primeiro dever”, ou seja, “fornecer ajuda e apoio aos pais”, foi sumaria e injustamente dispensado.

Em lugar disso, parece que o Estado considera a educação religiosa dos filhos do casal Bodnariu um problema intransponível.

Isso não deveria ser assim. Pais equilibrados devem primeiro ter a oportunidade de corrigir seus erros. Em casos como esse – sim, na Noruega já houve casos semelhantes a esse nos últimos anos –, a postura do Governo não tem sido nem tolerante, nem instrutiva. Ao contrário, tem sido intolerante e destrutiva.    

A própria ideia de que o Estado deve intervir de modo tão desproporcional é assustadora e equivocada, pois o que ocorre neste caso é a destruição de uma família.

Assine a campanha para pedir ao governo norueguês que devolva imediatamente os filhos do casal Bodnariu aos seus pais. 

Para mais informação:

http://www.churchmilitant.com/news/article/norwegian-govt.-seizes-5-children-from-parents-for-alleged-christian-indoct (em inglês). 

http://infocatolica.com/?t=noticia&cod=25496 (em espanhol). 

+ Letter to:

Assine esta petição agora!

 
Please enter your first name
Please enter your last name
Please enter your email
Please enter your country
Please enter your zip code
Por favor, escolha uma opção:
Procesamos seus dados pessoais de acordo com nossas Política de privacidade e nossos Termos de uso.Ao assinar você aceita os termos de uso da CitizenGO e sua política de privacidade, e aceita receber mensagens de e-mail sobre nossas campanhas. Você pode cancelar seu cadastro na lista a qualquer momento.

Governo norueguês: devolva os filhos do casal Bodnariu à família deles!

À Sra. Solveig Horne, Ministra das Crianças,

À Sra. Federica Mogherini, Representante da União para Assuntos Externos e Segurança,

São angustiantes as reportagens recentes sobre o tratamento da família Bodnariu pelo Serviço de Bem-Estar da Criança da Noruega.

De acordo com várias reportagens, o Serviço de Bem-Estar da Criança da Noruega, o Barnevernet, tirou os cinco filhos (incluindo um bebé de colo) dos pais, alegando “radicalização e doutrinação cristã”. O órgão do governo também alegou contra os pais o uso da disciplina por meio das palmadas, que são proibidas na Noruega.

Mesmo depois de os pais terem sido detidos e interrogados por muitas horas pelas autoridades, acabaram sendo libertados. Nenhuma documentação sobre abuso ou qualquer coisa semelhante jamais foi levantada contra o casal Bodnariu.

Ora, ainda que sejam verdadeiras as alegações do uso de palmadas, a própria página de internet do Serviço de Bem-Estar da Criança da Noruega afirma o seguinte: “O primeiro dever dos Serviços de Bem-Estar da Criança é fornecer ajuda e suporte aos pais, para que eles possam cuidar bem dos seus filhos (...) Se tais medidas e iniciativas não conseguem produzir o resultado desejado, ou se os problemas enfrentados pelos pais são, por quaisquer razões, intransponíveis, uma alternativa pode ser realocar a(s) criança(s) fora do lar por um período mais breve ou mais longo”.

Parece que, neste caso, o “primeiro dever”, ou seja, “fornecer ajuda e apoio aos pais”, foi sumaria e injustamente dispensado.

Em lugar disso, parece que o Estado considera a educação religiosa dos filhos do casal Bodnariu um problema intransponível.

Peço ao governo norueguês que devolva imediatamente os filhos do casal Bodnariu aos seus pais. 

---

Dear Norwegian Minister for Children, Ms Solveig Horne,

Dear High Representative of the Union for Foreign Affairs and Security Policy, Ms Federica Mogherini,

Recent reports pertaining to the treatment of the Bodnariu Family by Norway's Child Welfare Service are distressing.

According to several media reports, Norway's Child Welfare Service, the Barnevernet, removed the family's five children (including a nursing baby) from their parents, alleging, "Christian radicalisation and indoctrination." Also alleged against them was the discipline of their children by spanking, which is forbidden in Norway.

But, after the parents, Ruth and Marius, were detained and interrogated for several hours by authorities, they were set free. And, no documentation of abuse or otherwise has ever been levelled against the Bodnariu parents.

Now, even if the spanking allegations are true, the Child Welfare Service of Norway's own website states the following: "The Child Welfare Services’ first duty is to provide help and support to the parents so that they can be good carers for their children." But, in this case, it seems as though the "first duty", "to provide help and support to the parents," was summarily and unjustly dispensed with.

Instead, there appears to be a chilling focus on the religious upbringing of the Bodnariu's children, as, perhaps, "an insurmountable problem."

The very notion, that the state should intervene in such a draconian and disproportionate manner, to essentially destroy a family, based on, even if in part, the religious upbringing of their children, is frightening. This is a form of religious persecution which should be officially protested by the US and the EU, and sanctioned if necessary.

Finally, we call on the Bodnariu children to be reunited with their parents immediately.


[Seu nome]

GOVERNO NORUEGUÊS PERSEGUE FAMÍLIA CRISTÃ

Assine esta petição agora!

050.000
  33.806
 
33.806 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 50.000 assinaturas.